KixiCrédito financia 750 mil projectos avaliados em 280 Mil Milhões de Kwanzas

Setembro 27, 2022

A maior Instituição angolana de Microcrédito, a Kixicrédito, comemora, no dia 28 de Setembro, 17 anos de existência. Momento de exaltação, reflexão sobre a trajectória percorrida e, sobretudo, de perspectivar o futuro.
Ao longo deste tempo, a afirmação crescente da liderança KixiCrédito é uma realidade inquestionável e a traduzir estes factos, salientam-se os mais de 750 mil projectos financiados, um valor acumulado equivalente a cerca de 280 Mil Milhões de Kwanzas; Um desembolso anual que ascende a AOA 10.2 Milhões de Kwanzas, Carteira Activa de 18.000 clientes e representação efectiva em 17, das 18 Províncias de Angola.
Os seus produtos são desenhados com o fito de atender as necessidades das Micro, Pequenas e Médias Empresas, potenciando o seu capital e a expansão do negócio de distintos sectores, tais como o comércio, a agroindústria e prestação de serviços nas suas múltiplas dimensões.

Desafios

Ao longo dos últimos anos, esforços significativos vêm sendo desenvolvidos tendo vista a produção de legislação robusta que atenda as necessidades específicas da complexa e exigente da indústria de microcrédito, salientando se, porém, ainda, a ausência de regulamento voltado para Instituições ou Bancos de Microfinanças, como das principais limitações no âmbito de providência de outras soluções indispensáveis para o empoderamento do sector.
A Indústria de Microfinanças é ferramenta fundamental e incontornável para a melhoria do ambiente socioeconómico do País pois permite, que vários extractos populacionais sem acesso à Banca Tradicional, pela via do microcrédito tenham acesso a produtos directamente vinculados à inclusão social como são os casos da micro-poupança, o microseguro, o microleasing, o microcrédito, entre outros.
Portanto, o fomento da Indústria de Microfinanças é, no actual contexto do País é um imperativo, pois afigura-se como a alternativa única capaz de dar resposta integradora ao alcance de potenciais investidores para que através das Médias, Pequenas e Médias Empresas “possam dar asas” à sua veia empreendedora e consequentemente participarem de forma activa na geração de valor para a Sociedade.
Portanto e porque é evidente o vazio regulamentar ou autorização do Banco Central que deve servir de elo de ligação, entre os potenciais operadores de Microfinanças e a demanda efectiva de segmentos específicos do mercado, torna-se essencial, quiçá mesmo incontornável a efectivação da Inclusão Financeira para que a melhoria das condições de vida das famílias Angolanas, seja algo factual e tangível.

Perspectivas

Com a autoridade de uma experiência operacional que lhe advém de largos anos, a KixiCrédito projecta um futuro onde a actividade de Microfinanças possa ser uma aliada do Governo no combate à pobreza, por via da inclusão financeira abrangente.
Um horizonte que se adivinha cada vez mais próximo: há cada vez mais solidez nos operadores e interesse em massificar o microcrédito, por outra, o BNA (Banco Central de Angola) vem se revelando cada vez mais cooperante e comprometido com o sector.
Para a KixiCrédito, a aliança entre o Executivo e as Sociedades de Microcrédito completa-se no momento em que a regulamentação e a configuração legal da actividade se ajuste à actual realidade. A partir daqui, podem ser criadas condições e incentivos financeiros e fiscais que permitirão a transacção de produtos e serviços com condições mais competitivas.
Ainda que incipientes, já se podem vislumbrar alguns frutos da aliança que vem sendo alicerçada e de que se realce o lançamento do produto KixiAgropesca, no âmbito do PREI, que tem como foco o financiamento de actividades relacionadas a cadeia agrícola e pesca, sendo que, a KixiCrédito financiou cerca de 1200 projectos.
Em 2022, foi oficialmente lançado o PAME (Programa de Apoio ao Microempreendedorismo), que tem como objectivo o fomento de empregabilidade mediante o financiamento de start-up, em parceria com a União Europeia, Expertise France, RETFOP e o INEFOP; foram até a altura, financiados perto de 300 iniciativas do sector Técnico Profissional, que visam gerar não menos que 1000 postos de trabalho directos, dos quais, 29% liderados por Mulheres.
Para além do seu core business que traduz imensurável impacto social, A KixiCrédito se mantém activa em actividades que visam a melhoria de qualidade de vida da sociedade, com realce, a parceria com a ENCIB no âmbito da restruturação de vias terciárias para melhoria do fluxo rodoviário; apoio ao Clube de Fantasia, voltado para a promoção da literatura infanto-juvenil; Olimpíadas de Matemática, entre outros.